Confins do Universo 121 - Viajando com os quadrinhos
OUÇA
Notícias

Astro City e outros títulos do selo Vertigo programados para março

21 março 2018

A Panini Comics divulgou o checklist do selo Vertigo para este mês de março. Além de Punk Rock Jesus - Edição de luxo (veja detalhes aqui), mais quatro títulos estão programados.

Astro City – Irmãos em Armas (formato 17 x 26 cm, 240 páginas, R$ 34,90) traz a conclusão do épico mais sombrio da série. São os anos 1980 em Astro City. E faz frio. Os heróis da cidade ficaram mais sinistros, brutais e perigosos. Mas Charles e Royals Williams não se importam, porque eles também ficaram. Os dois estão atrás do homem que matou o pai deles em uma batalha de super-heróis, muito tempo atrás. E ninguém – herói, vilão, bandido, monstro ou entidade cósmica – será capaz de impedi-los.

Na conclusão de A Era das Trevas, Kurt Busiek e Brent Anderson trazem uma Astro City lutando pela alma perdida. O futuro pertence aos heróis como a Primeira Família e o Samaritano? Ou aos vigilantes, como o Ponta de Lança, Stonecold e o mortífero Cavaleiro Pálido? Os heróis que temos são os que merecemos? Histórias publicadas originalmente em Astro City – The Dark Age Book Four # 1 a # 4 e Astro City – The Dark Age Book Three # 1 a # 4.

Coffin Hill – Crimes e Bruxarias – Volume 3 – Casas Assombradas (formato 17 x 26 cm, 136 páginas, R$ 21,90) conclui a série criada pela novelista Caitlin Kittredge, autora de Black London, e pelo artista Inaki Miranda.

Na tradicional e rica família Coffin, Eve Coffin provavelmente é a primeira ex-policial a ter a vida arrasada, mas com certeza não é a primeira bruxa. O sangue de suas predecessoras é impregnado de magia negra, e Emma Coffin, uma distante ancestral, foi a mais assassina e sombria de todas as bruxas da família.

Emma está morta há séculos, assassinada por camponeses furiosos que foram vítimas da sede de sangue dela por muito tempo. As histórias da Bruxa Coffin assombram a cidade de Coffin Hill desde então. Quando o véu entre nosso mundo e o outro se torna mais frágil, o espírito vingativo da bruxa consegue voltar para possuir os corpos dos vivos e os forçar a cometer atos hediondos de violência, continuando sua sina de terror. E cada assassinato ou violência cometida a deixam um passo mais perto de libertar um mal ainda maior.

Enquanto a contagem de vítimas aumenta, Eve – a última bruxa Coffin – é forçada a caçar a ancestral distante. Mas como alguém detém um assassino que já morreu?

O sétimo volume de John Constantine – Hellblazer – Demoníaco (formato 17 x 26 cm, 192 páginas, R$ 28,90) conclui a fase de Paul Jenkins nos roteiros da série, com arte de Warren Pleece, com as HQs publicadas originalmente em Hellblazer # 121 a # 128.

Para um homem cínico e entediado como John, existe apenas um tipo de tormento para o qual ele não está preparado: o sossego. Mas o fato é que, desde que separou uma parte da sua alma e a condenou ao inferno para sofrer pelos pecados que cometeu, as coisas vão muito bem, obrigado. John agora tem uma namorada que ainda não matou ou enlouqueceu, seus amigos sobreviventes estão – ao que tudo indica – bem e saudáveis, e os inimigos, pelo menos a maioria, estão ou mortos ou condenados a algum tormento eterno. As coisas já estiveram muito piores.

Claro que isso também quer dizer que ainda resta tempo para tudo pegar fogo. Pois, quando alguém é tão bom em fazer inimigos como John, sempre existem aqueles que ainda espreitam nas sombras, e um ou dois pesos pesados que podem se dar ao luxo de esperar o melhor momento para se vingar. E o que acontece quando esses dois tipos de inimigos se encontram? O melhor a fazer nesses casos é correr para bem longe, pois o dano provocado promete ser tanto mortífero quanto generalizado.

Art Ops – Agentes da Arte – Volume 2 – Popismo (formato 17 x 26 cm, 168 páginas, R$ 25,90) é uma série criada por Shaun Simon e pelos artistas Michael Allred e Matt Brundage, agora com o reforço de Eduardo Risso e Rob Davis em sua conclusão.

Reggie Revolt era um típico rebelde sem noção até que sua vida foi transformada para sempre quando perdeu o braço em um psicodélico ataque artístico. Com uma pintura viva servindo de prótese, ele agora transforma visões em realidade à frente da organização secreta Agentes da Arte.

Mas esse não foi sempre o caso. Os Agentes da Arte eram uma equipe muito maior liderada pela mãe de Reggie, que sumiu ao lado de praticamente todos os integrantes originais da organização. Reggie e seu grupo pouco ortodoxo são tudo o que sobrou.

Esse grupo especializado de combatentes culturais jurou proteger as obras de arte da humanidade a qualquer preço – inclusive resgatando-as das duas dimensões às quais estão confinadas e trazendo-as para o mundo real.

E eis que surge a figura de Danny Doll, o pai desaparecido de Reggie e antigo líder da Agentes da Arte. Doll foi o enfant terrible da cena de arte pop de Nova York até que um misterioso incidente o enviou a um caminho mais sombrio e perigoso. Agora, ele está de volta e quer se reconectar com o filho. Mas isso quer dizer que ele está indo em direção à luz do dia ou se preparando para arrastar o mundo e todos ao seu redor para as trevas?

Já são mais de 640 leitores e ouvintes que apoiam o Universo HQ! Entre neste time!
APOIAR AGORA