Confins do Universo 118 - Soltando os bichos!
OUÇA
Notícias

Coleção da Editora Criativo recupera a história de grandes artistas

16 novembro 2020

Com o intuito de "recuperar a memória gráfica e afetiva de muitas gerações", a MeMo - Revista da Memória Gráfica.surgiu em formato online, e migrou para o papel. Criada por Toni Rodrigues e Danilo Rodrigues, a publicação aborda histórias em quadrinhos, artistas de TV, desenhos animados, brinquedos e outros tópicos saudosistas.

Cada edição tem preço de R$ 49,99. Confira os títulos que estão à venda, num lançamento da Editora Criativo.

Memo 1 - Rodolfo Zalla - A trajetória fartamente ilustrada deste grande artista, desde seu começo na Argentina, sua vinda para o Brasil, seu talento e profissionalismo. Zalla desenhou e editou quadrinhos de todos os gêneros, do infantil ao terror, ao longo de mais de 60 anos de carreira.

Memo 2 - Luiz Saidenberg – A história da Editora Outubro, o movimento pela nacionalização dos quadrinhos nos anos 1960, a história da CETPA e muitas outras histórias, deste que é outro grande nome dos quadrinhos nacionais.

Memo 3 - Nico Rosso – A carreira deste mestre do desenho e da ilustração. Quando imigrou para o Brasil no final dos anos 1940, Rosso já era um ilustrador bastante reconhecido na Itália, além de professor de pintura. Chegando aqui começou uma carreira prestigiosa atuando em várias áreas, especialmente em capas e ilustrações internas para livros de todos os gêneros, incluindo a célebre Coleção Saraiva. Logo foi apresentado aos quadrinhos, desenhando de tudo, de histórias infantis e contos de fadas, do faroeste e ao terror. Foi um dos principais desenhistas de Drácula no Brasil.

Memo 4 - Monteiro Filho – A edição resgata a memória de um dos maiores ilustradores que já trabalharam no Brasil, dono de uma linha elegante e de arrojadas técnicas, de desenho e pintura, que dominava como poucos. Monteiro trabalhou em jornais e revistas muito famosas, e foi durante muito tempo o principal diretor de arte da Ebal.

Memo 5 - Jayme Cortez - Volume 1 – O princípio da carreira do artista que mais influenciou gerações de desenhistas de quadrinhos e ilustradores do Brasil. De seus começos em Lisboa, trabalhando como assistente de Eduardo Teixeira Coelho, até sua vinda para o Brasil, seu trabalho na Gazetinha, sua participação na Primeira Exposição Internacional de Quadrinhos em 1951 e sua carreira na Editora La Selva, na qual foi o principal capista da revista que lançou o gênero terror no Brasil, O Terror Negro.

Memo 6 - Jayme Cortez - Volume 2 - A aventura de Cortez segue firme, mostrando a fundação da Editora Outubro e as grandes capas que ele fez para revistas como Seleções de Terror, Drácula, Clássicos de Terror e muitas outras. Além disso, o leitor confere a história de seus livros sobre desenho e ilustração, que foram responsáveis pela formação de tantos artistas ao longo dos anos, sua amizade com grandes artistas internacionais dos quadrinhos, seu trabalho como capista de livros e autor de cartazes de filmes, além de sua ligação com Mauricio de Sousa.

Já são mais de 570 leitores e ouvintes que apoiam o Universo HQ! Entre neste time!
APOIAR AGORA