Confins do Universo 112 - É guerra! Quadrinhos no front!
OUÇA
Notícias

Funcionários da prefeitura do Rio de Janeiro vão à Bienal para fiscalizar livros

6 setembro 2019

Por volta do meio dia de hoje, 6 de setembro, funcionários da prefeitura do Rio de Janeiro foram à Bienal do Livro realizar uma fiscalização.

A ação acontece no dia seguinte ao prefeito Marcel Crivella mandar recolher o encadernado Vingadores - A cruzada das crianças, no qual dois personagens gays se beijam, alegando “conteúdo sexual impróprio para menores”. Entretanto, a edição não possui conteúdo sexual. A organização do evento repudiou a decisão e se negou retirar o produto

Saiba todos os detalhes sobre o caso aqui.

Logo pela manhã, o livro esgotou nos estandes que ainda tinha m quantidades disponíveis para venda.

Os fiscais estavam acompanhados do subsecretário de operações da Secretaria Municipal de Ordem Pública (SEOP), o coronel Wonley Dias. Segundo ele, a vistoria acontecia para buscar material pornográfico.

"A prefeitura tem poder de polícia para isso. Se o material não estiver seguindo as recomendações, será recolhido. Estamos cumprindo orientação da procuradoria da prefeitura, não é censura", disse ele a jornalistas no local. Entretanto, não deu detalhes ou parâmetros do que seria considerado conteúdo pornográfico e cabível de apreensão, o que abre um precedente perigoso.

Diversos estandes foram abordados, inclusive a Comix, especializada em vender exclusivamente quadrinhos.

É a primeira vez que uma fiscalização deste tipo acontece em 36 anos (19 edições) da Bienal do Livro do Rio de Janeiro.

Pavilhão Azul na Bienal do Livro do Rio de Janeiro

Comix na Bienal do Livro do Rio de Janeiro

Já são mais de 470 leitores e ouvintes que apoiam o Universo HQ! Entre neste time!
APOIAR AGORA