Confins do Universo 123 - Destaques de 2020
OUÇA
O Lótus Azul
Notícias

Ilustração de capa de Tintim - O Lótus Azul foi leiloada por 3,175 milhões de euros

14 janeiro 2021

A casa de leilão Artcurial divulgou que a ilustração preliminar da versão original de Tintim - O Lótus Azul, de 1936, foi vendida hoje, 14 de janeiro, por 3,175 milhões de euros (R$ 20.891.500,00, com o câmbio a R$ 6,58 por € 1,00).

O valor foi superior a estimativa da Artcurial, que estava entre € 2,2 e € 2,8 milhões.

A venda estava gerando uma polêmica antes mesmo do leilão. A obra, feita com nanquim, guache e aquarela, pertence a família Casterman desde a década de 1930. Foi o próprio Hergé que deu de presente a arte para o pequeno Jean-Paul Casterman, de sete anos, filho de Louis Casterman, o dono da editora. Sem imaginar que um dia a ilustração seria tão valiosa, Jean-Paul a dobrou em seis e guardou no fundo de uma gaveta. A peça está em ótimo estado de conservação pois ficou fechada sem ser exposta à luz por 80 anos.

Segundo o especialista Benoît Peeters, essa é uma bela fábula, mas que não deve corresponder à realidade. Hergé deu várias artes de presente para crianças, mas sempre com alguma dedicatória pessoal. Segundo ele, essa é uma peça de trabalho que Hergé enviou a seu editor, dobrada em seis, grampeada numa carta, e que foi guardada nos arquivos da editora Casterman por todos esses anos.

Nick Rodwell, o atual diretor da Fundação Moulinsart e gestor da obra de Hergé, queria que a ilustração fosse doada ao Museu Hergé, em Louvain-la-Neuve, na Bélgica, sem a execução do leilão.

O recorde anterior também pertencia a Tintim, com a venda da arte das páginas de guarda dos álbuns originais por € 2,51 milhões.

O Lótus Azul

Já são mais de 640 leitores e ouvintes que apoiam o Universo HQ! Entre neste time!
APOIAR AGORA