Confins do Universo 114 - Os 70 anos de Peanuts
OUÇA
Notícias

Levoir lança, em Portugal, coleção com todas as HQs de Torpedo

31 janeiro 2018

Começa amanhã, em Portugal, mais uma bela coleção da Levoir, em parceria com o jornal Público. Trata-se da publicação integral de Torpedo 1936, um clássico dos quadrinhos espanhóis. Serão cinco volumes (formato 19,5 x 26 cm, capa dura) em preto e branco e um sexto apresentando Torpedo 1972, lançado em 2017, com desenhos e cores do argentino Eduardo Risso. Os quatro primeiros álbuns terão 160 páginas; o quinto, 128; e o último, 64. Os leitores poderão adquirir as edições semanalmente, sempre às quintas-feiras, por € 11,99, cada uma.

As lombadas dos livros, como é comum nessas coleções, formará uma imagem do personagem.

Torpedo 1936 foi criado em 1981, pelo roteirista Enrique Sánchez Abulí (veja a entrevista do Universo HQ fez com ele em 2001), na revista Creepy. O primeiro desenhista da série foi o norte-americano Alex Toth. O artista, aliás, foi quem batizou a série, pois Torpedo era o nome dado, nos Estados Unidos dos anos 1930, aos pistoleiros de aluguel.

A parceria, no entanto, durou pouco. Toth abandonou o título após duas histórias apenas, incomodado com o sexo, a violência e a amoralidade dos argumentos de Sánchez Abulí. E as tramas sempre foram recheadas disso tudo, pois o protagonista é o gângster Luca Torelli, mais conhecido como Torpedo, um siciliano que chegou aos Estados Unidos nos anos 1930, em busca do sonho americano. Só que ele é um homem amargo, duro, cruel, truculento, sórdido, amoral e rancoroso, e que não dá nenhum valor à vida dos outros.

Coleção Torpedo

No lugar de Toth, assumiu o catalão Jordi Bernet, que deu o visual definitivo ao mafioso cínico e inescrupuloso, que só revela um pouco de sua humanidade lentamente, quando o seu passado começa a ser mostrado.

Com Abulí e Bernet, Torpedo 1936 se tornou uma das mais populares séries europeias do final do Século 20, e em 1985 ganhou o Prémio Alph-Art de Melhor Álbum Estrangeiro do tradicional Festival de Angoulême, na França.

A dupla produziu 15 álbuns da série. O último, devido a divergências entre os autores, saiu em 2000. No entanto, com o sucesso de Torpedo 1936 – Integral, em 2014 (na Espanha, o volume – de 720 páginas – já teve três reimpressões), Abulí decidiu trazer Luca Torelli de volta, bem mais velho e com desenhos e cores de Eduardo Risso (100 Balas,  Parque ChasNoite de Trevas).

No Brasil, Torpedo 1936 teve quatro álbuns lançados pela Martins Fontes, na década de 1980, e teve algumas histórias curtas publicadas na revista Animal, da VHD Diffusion.

Clique na galeria abaixo para ver as capas dos volumes da coleção, e páginas do primeiro álbum.

Já são mais de 540 leitores e ouvintes que apoiam o Universo HQ! Entre neste time!
APOIAR AGORA