Confins do Universo 118 - Soltando os bichos!
OUÇA
Notícias

Mulher-Gato aparece grávida em imagem divulgada pelo escritor Tom King

20 fevereiro 2020

O escritor Tom King assumiu os roteiros da revista Batman em 2016, durante a iniciativa da DC Comics com seu universo ficcional que ficou conhecida como Renascimento.

Ao longo de 85 edições, até 2019, um dos temas centrais foi o relacionamento entre o Cavaleiro das Trevas e a Mulher-Gato, inclusive com a história do casamento entre os dois, que no final acabou não acontecendo por desistência de Selina Kyle. Mas este não foi o fim, pois King continuou explorando o romance.

No ano passado, foi anunciado que o escritor sairia de Batman e lançaria uma minissérie em 12 edições chamada Batman/Catwoman, que chegará em breve às comic shops norte-americanas dando continuidade ao caso entre o herói e a vilã.

Agora, Tom King postou em seu perfil no Twitter uma arte do desenhista Mikel Jánin em que a Mulher-Gato aparece grávida e abraçada ao Batman, mas sem nada dizer.

Batman e Mulher-Gato

Isso imediatamente causou uma série de especulações a respeito do futuro dos personagens. Também não se sabe ainda se o desenho será publicado em Batman/Catwoman ou na edição especial Catwoman 80th Anniversary 100-Page Super Spectacular #1, comemorando as oito décadas de criação da personagem com diversos autores convidados.

Em resposta ao post do amigo, o desenhista Mitch Gerads postou uma arte dele feita para a história que mostrou Bruce Wayne e Selina Kyle fazendo sexo no topo de um edifício de Gotham City (ver abaixo), brincando que aquele seria o momento da concepção do bebê.

Ainda não se sabe o contexto da arte, como o assunto será tratado no futuro e suas repercussões para a vida do Batman, que já tem um filho na cronologia oficial: Damian Wayne, o novo Robin, fruto de um relacionamento com Talia Al Ghul, filha de Ra's Al Ghul, um dos maiores inimigos do Homem-Morcego.

Batman e Mulher-Gato já tiveram uma filha antes

Não será a primeira vez que Batman e Mulher-Gato têm um filho. Ou, no caso, uma filha.

Na cronologia pré-Crise, na versão alternativa da Terra 2 do Multiverso DC, os personagens se casaram e tiveram uma filha chamada Helena Wayne. Eles a treinaram e, mais tarde, a jovem começa a vida de vigilante quando Selina é assassinada.

Assim, Helena cria um traje e assume a identidade de Caçadora para trazer os responsáveis à justiça e combater o crime em Gotham City.

Sua primeira aparição aconteceu em All Star Comics # 69 e DC Super Stars # 17, ambas publicadas no mesmo dia, em dezembro de 1977, e foi criada por Paul Levitz, Joe Staton e Bob Layton.

Após o reboot de 1986, com a publicação da saga Crise nas Infinitas Terras, a Caçadora retornou com o nome Helena Bertinelli, sem qualquer laço familiar com Bruce ou Selina. Ela era filha de um dos chefões da máfia de Gotham City, que vê sua família ser assassinada e vira uma vigilante em busca de vingança.

A Caçadora também fez parte do grupo Aves de Rapina, e sua versão cinematográfica estreou este mês no filme Arlequina em Aves de Rapina, interpretada pela atriz Mary Elizabeth Winstead.

Já são mais de 570 leitores e ouvintes que apoiam o Universo HQ! Entre neste time!
APOIAR AGORA