Confins do Universo 117 - Dissecando The Walking Dead
OUÇA
Notícias

Panini revela novos títulos da DC Comics voltados para jovens leitores

28 julho 2020

Em abril, foi revelado que a Panini Comics publicaria Querida Liga da Justiça e Jovens Titãs – Ravena. As edições fazem parte de dois de dois selos de quadrinhos da DC Comics cujo conteúdo é voltado para jovens leitores: DC Zoom, para o público de até 12 anos; e DC Ink, para jovens entre 13 e 18 anos.

Agora, mais obras com este mesmo perfil, que são independentes da cronologia das revistas do Universo DC normal, foram anunciados e entraram em pré-venda na Amazon com frete grátis para usuários Prime.

As novas edições são estreladas pela Mulher-Maravilha, Canário Negro e Arlequina. Confira os detalhes de cada um deles:

Arlequina - Quebrando vidraças (formato 15,2 x 22,9 cm, 208 páginas, capa cartonada, R$ 32,90), com roteiro de Mariko Tamaki e arte de Steve Pugh.

Verdadeira e rebelde, a adolescente Harleen Quinzel tem praticamente só a roupa do corpo e algumas moedas quando é enviada para viver em Gotham City. Harleen já encarou diversas situações complicadas quando mais jovem, mas o jogo virou quando a drag mais legal de Gotham, Mama, a acolheu. Parece que as coisas finalmente vão dar certo e ela encontrou um lugar para descobrir seu verdadeiro eu ao lado de Hera, a melhor amiga.

Mas aí, claro, tudo se complica quando o cabaret de Mama se torna o próximo alvo em uma onda de gentrificação que está afetando a vizinhança. Harleen está pistola e quer fazer algo a respeito. Para transformar a indignação em atitudes, ela terá que escolher: se juntar a Hera e ralar em uma campanha para tornar o bairro um lugar melhor para viver, ou se juntar ao Coringa e ajudá-lo a acabar com Gotham… uma corporação por vez.

Arlequina - Quebrando vidraças

Canário Negro - Combustão (formato 13,9 x 20,3 cm, 152 páginas, capa cartonada, R$ 24,90), com roteiro de  Meg Cabot e arte de Cara McGee.

Dinah, do auge de seus treze anos, sabe exatamente o que quer, quem é e para onde está indo. Primeiro, vai vencer a batalha de bandas com suas duas melhores amigas. Depois, vai entrar para a Academia de Polícia Júnior de Gotham City e solucionar crimes, como seu pai. Talvez o grupo de rock que formou acabe até mesmo salvando o mundo, quem vai dizer que não?

Só que, antes, as integrantes precisam concordar a respeito de um detalhe: o nome da banda. Mas, quando uma figura misteriosa começa a se intrometer nos planos de Dinah e a ameaçar sua família e amigas, ela vai precisar descobrir ainda mais sobre si mesma e o passado da mãe, tudo isso enquanto aprende a encarar toda a harmonia e a distorção da vida!

Canário Negro - Combustão

Diana - Princesa das Amazonas (formato 17 c 26 cm, 144 páginas, capa cartonada, R$ 24,90), com roteiro de Dean Hale e Shannon Hale, e arte de Victoria Ying.

Longe do resto do mundo, Diana teve uma infância idílica em Themyscira. Mas agora que tem 11 anos, está começando a se sentir mais e mais isolada. Apesar de ter muitas “tias” e uma mãe carinhosa, ela é filha única. A única criança, na verdade.

Depois de uma peripécia dar errado, a Rainha Hipólita castiga Diana por não viver de acordo com os padrões das amazonas. Diana simplesmente não consegue corresponder às expectativas, não importa o que faça. Todas as outras pessoas da ilha são adultas competentes em seus assuntos e muito poderosas, enquanto ela é brincalhona, às vezes desastrada e não completamente competente em nada.

Ela ainda não é a Mulher-Maravilha. O que Diana realmente precisa é de um amigo, alguém de sua própria idade com quem possa conversar. Mas quando ela decide tentar resolver as coisas sozinhas, poderá criar mais problemas ainda.

A capa abaixo é da versão original norte-americana.

Diana - Princesa das Amazonas

Mulher-Maravilha - Sementes da Guerra (formato 17 x 26 cm, 208 páginas, capa cartonada, R$ 32,90), com roteiro de Louise Simonson e arte de Kit Seaton.

Ela irá se tornar uma das heroínas mais poderosas do mundo: a Mulher-Maravilha. Mas em primeiro lugar ela é Diana, Princesa das Amazonas. E sua luta está só começando. Baseada na obra best-seller do The New York Times de Leigh Bardugo, essa adaptação em graphic novel traz à vida a primeira aventura da vida de Diana além das costas escondidas de Themyscira.

Diana anseia por provar a si mesma às suas lendárias irmãs guerreiras. Mas quando a oportunidade finalmente aparece, ela descarta sua chance de glória e quebra a lei das amazonas - correndo o risco de ser exilada - para salvar uma mera mortal. Pior ainda, Alia Keralis não é uma garota comum. Com sua atitude corajosa, Diana talvez possa ter condenado o mundo.

A capa abaixo é da versão original norte-americana.

Mulher-Maravilha - Sementes da Guerra

Já são mais de 570 leitores e ouvintes que apoiam o Universo HQ! Entre neste time!
APOIAR AGORA