Confins do Universo 126 - Dando cores aos quadrinhos
OUÇA
Reviews

Batman – Creature of the Night

Editora DC Comics – Edição especialUS$ 29,99216 páginasLançado em março de 2020

Kurt Busiek (roteiro), John Paul Leon (arte e cores) e Todd Klein (letras e design).

26 fevereiro 2021

Sinopse

Passada fora da continuidade regular do Universo DC, e inicialmente na Boston de 1968, Batman – Creature of the Night baseia-se na experiência do menino Bruce Wainwright em relação à perda dos pais.

A raiva cresce dentro do protagonista, até que eventos similares aos quadrinhos do Batman, de quem o garoto tanto é fã, parecem mudar a sua vida de forma significativa.

Positivo/Negativo

Bruce Wainwright é uma criança vidrada no Batman dos quadrinhos, tentando fazer sua vida se parecer o máximo possível com a do herói. Até que presencia o assassinato de seus pais, e as semelhanças entre ficção e realidade começam a se tornar extremamente perigosas.

O conceito da trama é simples, mas sua execução é complexa. Se removermos todas as camadas do conceito do Batman, até atingirmos o seu âmago, a sua força vital, o que sobra? Na opinião de Busiek, obsessão.

Então, jogamos essa obsessão na vida real, com situações muito mais críveis do que as dos quadrinhos, adicionando um importante elemento sobrenatural, e temos Batman – Creature of the Night.

Para dar mais verossimilhança à trama, o autor também inclui elementos de racismo, homofobia, machismo e empreendedorismo.

Os quatro volumes da série passam por fases diferentes da vida de Wainwright, e acompanham – mais ou menos – as eras do Batman nas HQs. Vai da inocência da Era de Prata das HQ, quando se tem um Bruce Wainwright cheio de sonhos e sem se conhecer bem, até a era pós-Cavaleiro das Trevas de Frank Miller, quando o protagonista atinge um vale de desesperança e pragmatismo.

Busiek escreve muito bem, como sempre, e sabe dar voz aos personagens. Interessante a narração em primeira pessoa, mas variando de interlocutor (Bruce, seu tio Alfred e sua funcionária/protegida Robin).

A arte de Leon é sombria e combina perfeitamente com a narrativa. Outro ponto importante são as letras e o design de Todd Klein, variando conforme o personagem e a fase da vida de Wainwright.

O álbum da DC tem capa dura e extras, e compila as quatro edições da minissérie, que sofreu grandes atrasos em sua publicação nos Estados Unidos, gerando uma diferença de dois anos entre o primeiro e o último volume.

Considerada a versão de Batman para o já clássico Superman – Identidade Secreta (também de Busiek), Creature of the Night se diferencia pela carga psicológica.

Enquanto a minissérie com o Homem de Aço tem um pano de fundo de ficção científica e mostra o tornar-se adulto de Clark Kent, esta história do Morcego traz terror psicológico e autoconhecimento.

Como aponta Kurt Busiek em seu posfácio, esta é uma história de sonhos tornando-se realidade e o lado nefasto que eles podem trazer consigo.

Classificação:

Leia também
Já são mais de 640 leitores e ouvintes que apoiam o Universo HQ! Entre neste time!
APOIAR AGORA