Confins do Universo 112 - É guerra! Quadrinhos no front!
OUÇA
Reviews

DEMOLIDOR # 33

1 dezembro 2006


Título: DEMOLIDOR # 33 (Panini
Comics
) - Revista mensal
Autores: Demolidor - Brian Michael Bendis (roteiro), Alex Maleev (desenhos) e Dave Stewart (cores);

Pantera Negra - Reginald Hudlin (roteiro), John Romita Jr. (desenhos), Klaus Janson (arte-final) e Dean White (cores).

Preço: R$ 6,50

Número de páginas: 88

Data de lançamento: Outubro de 2006

Sinopse: Demolidor - No porão de uma igreja, um grupo de apoio da comunidade da Cozinha do Inferno reúne-se para discutir como as ações do Demolidor modificaram suas vidas.

Pantera Negra - O Garra Sônica invadiu Wakanda e tenta derrubar o Pantera Negra a todo custo.

Positivo/Negativo: Dois arcos de história são concluídos nesta edição, um de forma esplendorosa, o outro de forma pavorosa.

A atual fase do Demolidor é tudo que se pode esperar de um título regular e um pouco mais. Bendis e Maleev vêm fazendo um trabalho primoroso com o personagem e cada novo arco de história é uma grata surpresa.

A trama Decálogo trouxe um inusitado e arrepiante tom de filme de terror sobrenatural japonês, surpreendendo e divertindo sem insultar a inteligência do leitor. Tudo ilustrado pelo traço magnífico de Maleev que conseguiu cumprir os prazos mesmo com a última parte tendo o dobro de páginas do normal. Simplesmente espetacular.

Como se não bastasse, Bendis ainda prepara o terreno para o próximo enredo, o último da dupla criativa que já está deixando saudade.

Por outro lado, o Pantera Negra desce mais e mais pelo ralo. Todas as pontas soltas da trama são (ou pelo menos tentam ser) resolvidas de forma apressada e chula. Tem direito até à participação desnecessária de soldados zumbis do exército norte-americano (acredite, é pior do que parece...). Nem a presença de John Romita Jr. nos desenhos salva o final.

Enquanto isso, a boa fase do Justiceiro no selo MAX fica de fora do mix e nem deve voltar no próximo número... Felizmente, desta vez é o material bom que ocupa a maior parte da publicação, ao contrário da edição anterior.

O título teve um aumento de R$ 0,60 no preço e não há nenhuma nota mais clara do editor sobre o assunto. A elevação é justa, considerando a quantidade maior de páginas, mas não há qualquer explicação se isso será permanente ou não.

 

Classificação:

4,0

Leia também
Já são mais de 470 leitores e ouvintes que apoiam o Universo HQ! Entre neste time!
APOIAR AGORA