Confins do Universo 112 - É guerra! Quadrinhos no front!
OUÇA
Reviews

MARVEL ACTION # 3

1 dezembro 2007


Título: MARVEL ACTION # 3 (Panini
Comics
) - Revista mensal

Autores: Cavaleiro da Lua - Charles Huston (roteiro), David Finch (desenhos), Danny Miki, Victor Olazaba e Allen Martinex (arte-final) e Frank D'Armata (cores);

Pantera Negra - Reginald Hudlin (roteiro), Scot Eaton (desenhos), Klaus Janson (arte-final) e Dean White (cores);

Justiceiro versus Mercenário - Daniel Way (roteiro), Steve Dillon (arte) e Dan Kemp/Avalon (cores);

Demolidor - Ed Brubaker (roteiro), Michael Lark e Stefano Gaudiano (desenhos) e Frank D'Armata (cores).

Preço: R$ 6,90

Número de páginas: 96

Data de lançamento: Março de 2007

Sinopse: Cavaleiro da Lua - Marc reencontra um velho amigo e o cerco contra o Cavaleiro da Lua vai se fechando.

Pantera Negra - T'Challa decide interromper sua busca por uma esposa para ajudar as vítimas do furacão Katrina em Lousiana.

Justiceiro versus Mercenário - O Mercenário pega o serviço pela cabeça do Justiceiro e impede que qualquer outro criminoso saiba sobre a recompensa prometida por Nico.

Demolidor - As coisas ficam cada vez mais tensas na penitenciária Ryker. Enquanto isso, Ben e Dakota encontram uma pista sobre o suposto Demolidor.

Positivo/Negativo: Depois de um começo um pouco lento, o Cavaleiro da Lua consegue engatar a segunda marcha. É revelado mais sobre o passado de Marc - apresentando melhor o personagem para os novos leitores -, acontecem algumas reviravoltas em torno de Jean Paul e são apresentados os antagonistas da série, preparando o terreno pra ação que deve correr solta nos próximas edições.

A busca do Pantera Negra por uma esposa coleciona um número cada vez maior de participações inúteis. Desta vez, quem aparece para combater uma onda de vampiros que infestou Nova Orleans após o desastre do furacão Katrina são Blade, Mônica Rambeau - a antiga Capitã Marvel - e até mesmo o Irmão Vodu.

O roteirista está completamente perdido e descaracteriza a maioria dos personagens em uma trama sem pé nem cabeça. Pelo menos os desenhos de Eaton, apesar de inconstantes, não são de se jogar fora.

A minissérie Justiceiro versus Mercenário parece não ter a menor pretensão de ser séria ou revolucionária. Seu único intuito é divertir. E consegue, especialmente por conta do bem explorado cinismo do vilão. O quebra-pau entre os dois personagens promete ser bom.

Demolidor mantém o ótimo ritmo que vinha apresentando. A chegada do Mercenário à ilha Ryker deixa todos apreensivos, a investigação de Ben e Dakota indica uma conspiração maior do que eles pensavam e o Rei do Crime sai da solitária.

O ponto alto, porém, fica por conta da surra no Cabeça-de-Martelo. Matt passa de seus limites novamente e chega a torturar o vilão em busca de informação. Como se não bastasse, ao final da edição, um velho conhecido deixa a polícia prendê-lo para poder ir à penitenciária Ryker. É tensão do início ao fim e tudo ilustrado com categoria por Lark, Gaudiano e D'Armata.

Classificação:

4,0

Leia também
Já são mais de 470 leitores e ouvintes que apoiam o Universo HQ! Entre neste time!
APOIAR AGORA