Confins do Universo 117 - Dissecando The Walking Dead
OUÇA
Reviews

QUE SAUDADE, SNOOPY!

1 dezembro 2004


Autor: Charles M. Schulz (texto e arte).

Preço: R$ 14,50

Número de páginas: 128

Data de lançamento: Setembro de 2004

Sinopse: Coletânea das tiras dos Peanuts.

Positivo/Negativo: Junto com A Vida é um Jogo, Que Saudade, Snoopy! forma a "segunda geração" de coletâneas das tiras dos Peanuts lançada pela Conrad neste ano. E, diferente de Snoppy, Eu Te Amo, é uma edição bem simples: não tem capa dura, nem páginas coloridas. É menor (12,5 x 19 cm) e mais barata. Sua seleção não segue um único tema, nem tem ordem cronológica.

Despretensiosa, o que está em jogo é o poder de Schulz de encantar o leitor com suas tiras. E isso o autor tem de sobra, afinal, Peanuts é uma obra-prima.

Há detalhes na seleção que valem ser pontuados.

A presença bastante significativa de Franklin, um personagem negro da turminha, que aparece raramente. Ele está nas páginas 10 a 12, 15, 36, 53 e 56 (nota: agradecimento a Diana Corso por ter chamado atenção para isso).

A participação de Emily (páginas 101 a 105), uma personagem que parece ter um carinho especial por Charlie Brown. O fato de os planos de uma noite romântica serem frustrados por Snoopy causa um imenso estranhamento ao leitor, acostumado a ver o garoto ser desprezado pelas meninas.

As menções à Garotinha Ruiva - que nunca teve um rosto nas tiras, tomando forma apenas nos desenhos animados, a contragosto de Schulz.

Apesar de ser simpática, a Coleção Snoopy da Conrad poderia melhorar se fossem feitos textos diferentes nas orelhas dos vários títulos, evitando a repetição de informação. Quando reunidos, formariam um panorama maior de Peanuts.

Classificação:

4,0

Leia também
Já são mais de 570 leitores e ouvintes que apoiam o Universo HQ! Entre neste time!
APOIAR AGORA