Confins do Universo 112 - É guerra! Quadrinhos no front!
OUÇA
Reviews

Showcase Presents the Trial of the Flash

22 fevereiro 2013

Showcase Presents the Trial of the FlashEditora: DC Comics - Edição especial

Autores: Cary Bates e Joey Cavalieri (roteiro), Carmine Infantino (ilustrações) e Rodin Rodriguez, Dennis Jensen, Gary Martin, Frank McLaughun, Joe Giella e Klaus Janson (arte-final).

Preço: US$ 19,99

Número de páginas: 592

Data de lançamento: 2011

Sinopse

Reimpressão, em preto e branco, de todas as edições relacionadas à saga The Trial of The Flash, publicada originalmente na década de 1980.

Barry Allen é o Flash, o homem mais rápido do mundo, integrante da Liga da Justiça e um dos maiores super-heróis do planeta.

Mas, após o ataque do vilão Flash Reverso contra sua noiva, Fiona Webb, Barry terá pela frente um desafio único: um julgamento por assassinato!

Positivo/Negativo

Talvez a história mais conhecida estrelada por Barry Allen, o Flash da Era de Prata dos quadrinhos, seja a saga de seu sacrifício pelo universo em Crise nas Infinitas Terras.

É fato que o velocista inaugurou uma nova etapa na jornada dos super-heróis, quando surgiu nos anos 1950, viveu as mais incríveis aventuras, sozinho ou ao lado de seus notáveis companheiros da Liga da Justiça, e deixou na figura de Wally West um herdeiro digno.

Recentemente, o evento Ponto de ignição, mais uma epopeia do corredor escarlate, abriu caminho para o novo reboot de todo o Universo DC.

Ainda assim, é da morte dele, durante a Crise que a maioria das pessoas parece mais se lembrar. Pois o Flash teve outra "última história" quase tão impactante em sua carreira, com a duração de mais de dois anos em sua revista mensal, produzida pelos talentosos Cary Bates e Carmine Infantino.

O julgamento do Flash foi uma grandiosa saga, diferente de tudo o que os gibis de super-heróis haviam visto até então, que virou do avesso a vida do herói. Esta edição no formato Showcase Presents reúne toda a volumosa aventura, que permanece inédita no Brasil.

Quando a saga começa, Barry Allen parece superar a perda de seu grande amor, Íris West, nos braços de outra mulher. Ele estava noivo de Fiona Webb, e faria de tudo para protegê-la das forças do mal. Mas será que essa dedicação incluiria provocar intencionalmente a morte de um inimigo? Este é o mote e o inimigo em questão é o Flash Reverso, também conhecido como Professor Zoom.

Quando o terrível vilão ameaça a vida de Fiona, o Flash reage com força letal, e o que se vê então é um estudo sobre os limites dos super-heróis na sociedade, uma jornada pela alma de Barry Allen e numerosas cenas de ação típicas dos defensores da justiça com uniformes coloridos.

Vale dizer que, apesar da temática mais séria, da densidade da trama e do peso sobre os ombros do herói, Cary Bates e Carmine Infantino produzem um épico dentro do gênero super-heróis, com tudo a que ele tem direito.

Marcam presença os aliados do Flash na Liga da Justiça, decidindo expulsar ou não da equipe um de seus mais valiosos membros, o protegido Kid Flash e até os Guardiões do Universo, atestando o alcance cósmico das ações de heróis uniformizados no terceiro planeta do Sistema Solar.

Do lado oposto, estão figuras como o Arrasa-Quarteirões, Graúdo e os tradicionais malfeitores da Galeria de Vilões, com um papel decisivo na trama. Bates explora bem todo o universo do herói, até mesmo quando ele desiste de sua identidade civil.

Mas nem tudo é perfeito, e o fato de a trama se estender por tantas edições diminui seu impacto. Pode-se até se questionar se a decisão não resultou no afastamento dos leitores, que enxergavam o Flash como protagonista de aventuras mais diretas e escapistas.

O Flash de Bates e Infantino sintetizou novos ares para a série do Corredor Escarlate, que seguiria direto para seu destino final nas páginas da Crise. Essas histórias influenciaram as fases dos aclamados Mark Waid e Geoff Johns à frente do título, que aproveitaram o Flash Reverso como um dos mais implacáveis vilões dos quadrinhos.

Se o valor de uma história pode ser medido também por seu legado criativo, The Trial of The Flash não poderia ser mais recomendada. Para os fãs, é leitura obrigatória.

Classificação

3,5

Leia também
Já são mais de 470 leitores e ouvintes que apoiam o Universo HQ! Entre neste time!
APOIAR AGORA