Confins do Universo 112 - É guerra! Quadrinhos no front!
OUÇA
Reviews

VINCENT & VAN GOGH

1 dezembro 2005


Autores: Gradimir Smudja (roteiro e arte).

Preço: R$ 49,50

Número de páginas: 72

Data de lançamento: Agosto de 2004

Sinopse: E se Van Gogh nunca tivesse sido um gênio, mas sim um pobre coitado sem talento algum? E se os seus quadros, que estão entre os mais célebres da história da arte, não fossem de fato de sua autoria, mas tivessem sido pintados por um outro e devidamente "usurpados"?

Hipótese extravagante, fraude escandalosa? Não nesta história em quadrinhos, em que Van Gogh, certa noite em Arles, salvou a vida de um misterioso gato chamado Vincent, que se pôs a criar as telas mais extraordinárias.

Este é plot desta obra que fez bastante sucesso na Europa e aportou há pouco nas livrarias brasileiras.

Positivo/Negativo: Alguém menos avisado poderia achar, pelo título, que este álbum é uma mera biografia em quadrinhos de Vincent Van Gogh, mas estaria redondamente enganado.

O iugoslavo Gradimir Smudja, que hoje vive em Lucca, na Itália, aproveitou sua admiração pelo pintor holandês para criar uma trama absurda e divertida, na qual um gato é o autor de suas obras. "Van Gogh sempre me interessou muito. Quis contar sua verdadeira história, pois todo mundo sabe quem ele era, mas ninguém conhece Vincent, sua segunda alma. Vincent & Van Gogh permanecerá sempre único, justamente porque é daí que deverá partir a imaginação de meus leitores para formularem, à vontade, a seqüência da história", disse o autor da obra, lançada originalmente na França, pela Delcourt, em janeiro de 2003 e já traduzida para vários idiomas.

Em Portugal, em outubro de 2003, Vincent & Van Gogh faturou o prêmio de melhor álbum estrangeiro no Festival de Bandas Desenhadas de Amadora. Além disso, o livro Sobre BD, importante material teórico sobre quadrinhos escrito pelo competente David Soares, tem um capítulo dedicado à obra. Por isso, foi uma agradável surpresa vê-lo nas livrarias brasileiras.

O principal destaque do trabalho, sem dúvida, é a arte de Smudja. Ele imita à perfeição várias obras famosas do gênio holandês. É divertido identificá-las "perdidas" em meio à história do desajeitado Van Gogh e do sacana Vincent. Apesar disso, em algumas páginas falta narrativa ao iugoslavo. Por vezes, quase não há "movimento" entre os quadrinhos.

A história é uma divertida e criativa homenagem aos mestres da pintura. Vincent pertence a uma linhagem de nobres e talentosos felinos (o autor é apaixonado por gatos) - seus ancestrais teriam sido os verdadeiros autores das grandes obras de Rembrandt (Harmenszoon Van Rijin) e (Eugène) Delacroix. Outros grandes artistas que "fazem pontas" são (Claude) Monet, (Henri de) Toulouse-Lautrec, (Edgar) Degas, (Paul) Gauguin e (Pablo) Picasso.

A trama começa de forma interessante, mas perde um pouco do fôlego inicial quando Smudja muda bruscamente o rumo da história, passando a focá-la na vida cheia de vícios de Vincent (cartas, bebida, mulheres e roubos - ele chega a ser preso) e na sua estranha relação com Van Gogh.

Mesmo assim, há boas sacadas, como a de ter sido Vincent o responsável por arrancar a orelha esquerda de Van Gogh; e a forma como é mostrado o desdém aos seus quadros naquela época.

Um ponto positivo é o glossário no final do álbum, com nomes de autores, obras e locais mencionados na história. No aspecto gráfico, a edição nacional é simplesmente impecável, como é praxe na Jorge Zahar.

 

Classificação:

4,0

Leia também
Já são mais de 470 leitores e ouvintes que apoiam o Universo HQ! Entre neste time!
APOIAR AGORA