Confins do Universo 121 - Viajando com os quadrinhos
OUÇA
Universo Paralelo

Os 85 anos do Pateta

2 maio 2017

Era 2 de maio de 1932 quando o curta-metragem de animação Mickey's Revue estreou nas matinês dos cinemas dos Estados Unidos, apresentando um personagem coadjuvante atrapalhado, desengonçado e com uma risada diferente e engraçada que agradou de imediato. Seu nome era Dippy Dawg e ele estava predestinado a se tornar uma das mais divertidas criações de Walt Disney.

Hoje, exatamente 85 anos depois daquela estreia marcante, o cachorro antropomorfizado que passou a se chamar Goofy participou de quase 100 desenhos animados - muitos dos quais estrelados apenas por ele - e virou figura fácil de encontrar nos quadrinhos Disney produzidos em diversos países. No Brasil, o personagem ganhou o inconfundível nome de Pateta.

Ao lado do inseparável amigo Mickey Mouse, ou ainda defendendo a lei e a ordem na pele de seu alter ego heroico, o Superpateta, ele protagonizou inesquecíveis histórias em quadrinhos que o colocaram no panteão dos grandes personagens da Disney.

Não é toa que a série Pateta Faz História, apenas para citar um entre centenas de exemplos, é considerada um clássico dos quadrinhos em todos os tempos e já foi republicada diversas vezes em vários países, incluindo o Brasil - onde Pateta já foi título de gibi por três vezes, nas décadas de 1980 e 2000 e desde 2011, todas pela Editora Abril.

Atualmente, assim como muitos dos nomes clássicos da galeria Disney, o simpático e ingênuo Pateta não goza do mesmo prestígio de outrora. Mas, ainda assim, continua aparecendo em histórias em quadrinhos reeditadas ou inéditas, para a alegria dos veteranos fãs do personagem.

Nada mal para um velho cão octogenário.

 

Já são mais de 640 leitores e ouvintes que apoiam o Universo HQ! Entre neste time!
APOIAR AGORA