Confins do Universo 134 - Quadrinhos e esportes: dá jogo, nocaute, pedal... -
OUÇA
Frank Thorne
Notícias

Morreu o desenhista Frank Thorne

8 março 2021

O desenhista estadunidense Frank Thorne faleceu no último dia 7 de março, aos 90 anos. No mesmo dia, também morreu sua esposa, Marilyn, algumas horas depois. A causa da morte de ambos não foi divulgada até o momento.

Nascido em Rahway, Nova Jersey, nos Estados Unidos, em 16 de junho de 1930, Thorne começou a trabalhar profissionalmente na década de 1940, fazendo ilustrações para revistas pulps. Seu primeiro trabalho com quadrinhos foi publicado em 1948, numa revista de HQs românticas da editora Standard.

Seus ídolos eram Hal Foster (Príncipe Valente) e Alex Raymond (Flash Gordon), e embora ele não achasse que seu desenho estava no mesmo patamar, foi contratado para ilustrar as tiras de Perry Mason para o King Features Syndicate.

Durante sua carreira, Thorne trabalhou para as editoras Dell, Marvel, DC Comics, Comico, Fantagraphics e até Playboy. Sua arte agraciou títulos como Heavy Metal, Flash Gordon, Jungle Jim (Jim das Selvas), Tomahawk, Enemy Ace (Ás Inimigo) e Green Hornet (Besouro Verde), dentre muitas outros.

Os dois maiores destaques de sua carreira foram seus desenhos para a personagem Sonja, a guerreira, da Marvel, e o seu trabalho erótico. Começou a desenhar Sonja em Marvel Feature # 2, de 1976, e continuou na revista solo da guerreira. Já o seu trabalho erótico mais conhecido é Ghitta of Alizarr, lançado originalmente pela Fantagraphics, e reimpresso pela Hermes Press.

Frank Thorne foi um dos primeiros artistas a fazer cosplay nas convenções de quadrinhos, caracterizado como um feiticeiro, frequentemente ao lado de Wendy Pini, como Sonja.

Ele ganhou o prêmio da National Cartoonist Society, em 1963; o prêmio San Diego Inkpot, em 1968; e um prêmio editorial da revista Playboy.

Frank Thorne

Já são mais de 640 leitores e ouvintes que apoiam o Universo HQ! Entre neste time!
APOIAR AGORA