Confins do Universo 167 - Editoras Brasileiras # 5: JBC, mangás e Companhia
OUÇA
Matérias

As HQs para procurar no Festival Internacional de Quadrinhos

11 novembro 2013
  • Camiño di Rato # 6 (independente), por Rosemário Souza, Vinicius Posteraro, Guilherme E. Silveira, Décio Ramírez, Gian Danton, Luís Naza, Elmano Silva, Antonio Amaral, Edgar Franco, Gazy Andraus, Fernando Mosca, Fábio Turbay e Matheus Moura.

Os quadrinhos aqui, alguns em maior e outros em menor grau, são histórias que fogem do senso comum. São construídos para, além de entreter, fazer pensar. A maioria pode ser encaixada no gênero poético-filosófico. A edição está dividida em duas partes. Na primeira é a revista tradicional. Na segunda, são histórias que se configuram como resultado da pesquisa de mestrado do editor, Matheus Moura, realizada na Faculdade de Artes Visuais da UFG, sob orientação do prof. Dr. Edgar Franco. Formato 15 x 23 cm, 60 páginas, R$ 4,00

Os autores estarão no estande Ugrapress.

  • Camiño di Rato # 7 e ½ (independente), por Vinicius Posteraro, Guilherme Silveira, Décio Ramírez, Antonio Amaral, Edgar Franco, Gazy Andraus, Joniel Santos, Luciano Irrthum, Iramir Araújo, Beto Nicácio, Ronilson Freire, Diego Sanchez, Henrique Fagundes, Victor Freundt, Bruno Bispo, Lucas Länder e Matheus Moura.

Quadrinhos-poéticos e experimentais. Edição artesanal. Formato 15 x 21 cm, 64 páginas, R$ 8,88.

Os autores estarão no estande Ugrapress.

  • Capitão Rapadura 40 Anos (Armazém da Cultura), por Luís Carlos Sousa (organizador), Mino, Adriano Sapão, Falex Vidal, Alex Lei, Caetano Neto, Cival Einstein, Cristiano Lopes, Daniel Brandão, Demétrio Braga, Dom Cabral, Ed Silva, Fernando Lima, Florêncio Batista, Germano Araújo, João Belo Júnior, Júlio Belo, Kaléo Mendes, Lederly Mendonça, Maxwell Duarte, Rafael Tavares, Robson Albuquerque, Ronaldo Barreto, Ronaldo Mendes, Túlio Erick e Zé Wellington.

Edição que comemora os 40 anos do mais tradicional super-herói cearense, criado pelo artista plástico e quadrinhista Mino. A edição conta com a participação de cerca de 30 artistas cearenses entre quadrinhistas, jornalistas, designers e artistas plásticos dando suas versões pessoais do personagem e sua turma, além de uma linha temporal que resgata suas primeiras publicações, tiras e histórias clássicas, entrelaçando sua trajetória com a das HQs cearenses. Formato 20 x 28 cm, 120 páginas, preço indefinido.

Os autores estarão presentes no evento para sessão de autógrafos.

  • Cara, eu sou legal (independente), por Marília Bruno.

Essa é uma história da vida e mente cotidiana de uma garota qualquer. Mas, na verdade, são várias histórias que podem ser de qualquer garota. Portanto, são tramas pseudofictícias que aconteceram com amigas de amigas da autora. E, provavelmente, com você. E com ela. Não recomendado para menores de 18 anos. Formato 20 x 20 cm, 80 páginas, R$ 15,00. A obra poderá ser encontrada no estande da Pandemônio.

  • Cidade sorriso dos motos-vivos (Editora Quadrinhópole), Adilson Farias, Adriano Almeida Gonçalves, Adriano, Almir Correia, Aluisio Barbosa, André Caliman, André Ducci, Andy Xavier, Antonio Eder, Benett, Carlos Iubel, Carlos Machado, Carol Sakura, Diego Aguiar, Dirceu Veiga, Eduardo Gameiro, Elcio Chicanosky, Elianai dos Santos, Enéas Ribeiro, Erico Beduschi, Ericson Straub, Eti Pellizzari, Eugenio Hoch Jr., Diego Aguiar, Fabrizio Andriani, Fulvio Pacheco, Gian Danton, Giuliano Bulara, Guilherme Caldas, Ibraim Roberson, Igor Moura, Izidro Santos, Joba Tridente, José Aguiar, Judah, Helio Greca, Laqua Parla, Leonardo Mello, Liber Paz, M Leonard Devoe, Magnon Almeida, Marcelo Martins, Marcelo Marques Lopes, Marcio Freire, Marcio Massula, Marcos Mello, Marcos Vaz, Marina Tyemi, Maxwell Alves, Sampaio, Simon Taylor, Pablo Peiker, Rafael Camargo, Ricardo Humberto, Rui Silveira, Tako X, Walkir Fernandes e Will Filus.

Histórias de zumbis são, dentro de todos os fenômenos da pós-modernidade, aquelas cuja capacidade de tratar o cotidiano como sintoma de um mundo preso a horários e regras, mais se aproxima da sátira à insensibilidade contemporânea. Agora, imagine uma horda de 58 artistas convidados a retratar, em forma de quadrinhos e ilustrações, histórias que farão com que Curitiba - a Capital Ecológica, a Cidade Sorriso e a Terra das Araucárias - também passe a ser conhecida como a Cidade Sorriso dos Mortos-Vivos. Formato 17,5 x 25 cm, 352 páginas, R$ 50,00.

Sessões de autógrafos e lançamento oficial no FIQ, dia 16 de novembro, no estande da Editora Quadrinhópole. A edição também pode ser adquirida no blog oficial da publicação.

  • Clássicos Revisitados – Volume 1 – Máfia (Editora Quadrinhópole), por Leonardo Melo, Leonardo Santana, Gian Danton e Alex Mir (roteiros) e Erick Carjes, André Caliman, Antonio Eder, Marcus Rosado e Alex Genaro (arte).

Um Fausto mafioso que morreu e foi para o inferno. Mas um inferno bem diferente do que se pensa. Uma Dorothy que não lembra nada a pequena garotinha do Kansas em busca do Mágico de Oz. Um João e uma Maria que não são irmãos, mas sim um casal de gângsteres. Dois Lobos Maus que, não por acaso, lembram uma certa dupla de bandidos que ficou conhecida pelo memorável diálogo do Royale With Cheese. Um João que, em vez de escalar um pé de feijão, está em busca de uma poderosa arma futurista. Uma coleção que apresenta releituras de histórias clássicas da literatura mundial, sempre com um tema em comum entre elas. Formato 17 x 25 cm, 96 páginas, R$ 25,00.

  • Clube dos Monstros dos Bairros Distantes (Organização Fictícia), por Pablo Casado, Matheus Sant'Anna (roteiro) e Tales Rodrigues (arte).

Numa manhã até então como outra qualquer, uma amizade inusitada se formou entre um menino e três monstros infantes numa praia de Olinda. Anos depois, Paulinho, o garoto, agora um rapaz, encontra a única saída possível para levar sua trupe à rua em plena luz do dia: fundar um bloco de carnaval. Mal sabe ele, no entanto, qual o enredo que virá do encontro de monstros de verdade com empolgados foliões. Formato 17,5 x 26 cm, 12 páginas, R$ 5,00.

Sessão de autógrafos no dia 15 de novembro, às 16h, no estande Ficticia.

Omar Viñole publica regularmente, ou quase, tiras e cartuns do personagem Coelho Nero em seu blog desde 2009. A revista independente que sai pelo selo Quadro Imaginário, do Estúdio Banda Desenhada, republica algumas tiras, além de apresentar outras inéditas produzidas especialmente para esta edição. Formato 14,8 x 21 cm, 16 páginas, R$ 5,00.

A edição poderá ser encontrada no estande do Petisco. A partir do dia 14 de novembro, nas lojas Comix e Gibiteria, ou pelo e-mail omarvinole@gmail.com.

  • Coemacaci (independente), por Samuel Vinícius Marcelino

Os eventos se passam em um universo fictício. Apesar de conter cidades, personagens e eventos históricos reais, é cheio de criaturas e entidades da mitologia e cultura nacional. Essa primeira saga narra a história de Tronco Branco, um Tupinambá renegado pelo seu povo devido a sua estranha pele branca. Tronco Branco busca ser aceito pelo seu povo para liderá-los, mas um renegado como ele precisa provar que é grandioso, precisa se tornar um deus. Nessa busca, ele confrontará grandes perigos e várias criaturas, muitas delas inspiradas nas lendas, histórias e cantigas brasileiras. Formato 21 x 29,7 cm, 40 páginas, R$ 10,00.

Veja outros detalhes no blog oficial do projeto.

  • Contos do Vini (independente), por Vinicius Visentini.

Neste material, Vini apresenta seus trabalhos de 2006 até hoje. São trabalhos já lançados na internet e outros inéditos, como pin-ups, tiras, charges, previews de histórias a serem lançadas e duas histórias inéditas do personagem Val de Vagner Francisco. Formato 14,8 x 21 cm, 24 páginas, R$ 2,00.

Outras informações no blog Gaveta de Projetos. O título poderá ser encontrado no estando do Visualizando Citações.

Já são mais de 570 leitores e ouvintes que apoiam o Universo HQ! Entre neste time!
APOIAR AGORA