Confins do Universo 140 - Falam muito: o poder dos quadrinhos mudos! -
OUÇA
Notícias

Brasa Editora estreia no mercado com foco em quadrinhos nacionais

15 setembro 2021

A Brasa é uma nova editora de histórias em quadrinhos em nosso mercado, e tem por foco o o quadrinho nacional, com artistas e histórias brasileiros. A editora inaugura seu catálogo com o financiamento coletivo de dois títulos, produzidos com o apoio do Proac – Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo.

As edições Brega Story e Lovistory estão em promoção com 30% de desconto para quem apoiar os projetos nas primeiras 48 horas, na plataforma Catarse. Após esse período, o desconto será de 20% para apoiadores.

Brega Story (formato 21 x 27 cm, 320 páginas) é assinada por Gidalti Jr, ganhador do Jabuti com Castanha do Pará, em 2017. O autor volta sua mixagem de linguagens gráficas para o mundo da música e conta uma história ambientada nos bastidores do universo do brega de Belém do Pará, reproduzindo toda a explosão de som, luzes e cores de um dos gêneros musicais mais expressivos do Brasil

A trama segue a trajetória do músico Wanderson Jr. que, embora carregue o título de Rei do Brega, tem que se virar para manter a coroa. Além de lutar para adaptar-se às mudanças  trazidas pelo tempo, ele tem que negociar com os políticos regionais, com os DJs de aparelhagens e músicos para levar adiante seu plano de ser uma grande estrela nacional e, quem sabe, internacional.

Lovistori (formato 21 x 27 cm, 80 páginas), com roteiro de Lobo e arte de Alcimar Frazão, conta uma história de amor improvável entre Sereia, uma travesti que ganha a vida na praia de Copacabana; e Paixão, um policial militar. Ambientada no Rio de Janeiro, uma idílica metrópole tropical à beira mar, o romance gráfico noir desnuda uma “cidade cartão-postal” que engole e tritura a vida de seus habitantes, mascarando toda a opressão que sua beleza esconde.

A HQ traz à luz a temática LGBTQIA+ em uma narrativa que levanta discussões de questões relacionadas ao momento histórico atual, como gênero, racismo, identidade, transfobia, violência das ruas, violência das instituições e prostituição.

Lobo, além de roteirista, é também o editor responsável pela Brasa Editora. "Partes dessa história eu ouvi de uma travesti enquanto juntava as informações para escrever Copacabana. O relato me impressionou tanto, que achei que valia um voo solo. Mas o roteiro ficou lá, pegando poeira no meu HD", conta o editor que, em 2009, já havia se aventurado em outra HQ pelas ruas do Rio de Janeiro, Copacabana, escrito por ele e desenhado por Odyr.

Já são mais de 570 leitores e ouvintes que apoiam o Universo HQ! Entre neste time!
APOIAR AGORA