Confins do Universo 138 - Não está no gibi; está nos livros! -
OUÇA
Notícias

DarkSide anuncia cinco graphic novels com pré-venda especial durante 24 horas

14 setembro 2021

A DarkSide Books anunciou o lançamento de cinco graphic novels, que já estão em pré-venda no site da editora e terão 24% de desconto durante as primeiras 24 horas (até 10h de quarta-feira, dia 15 de setembro).

Para aproveitar a promoção, clique aqui e acesse a página especial de ofertas.

Veja abaixo mais detalhes de cada obra:

Eu, Lixeiro (formato 16 x 23 cm, 256 páginas, capa dura, R$ 79,90), por Derf Backderf.

Todo bom cidadão descarta o seu lixo nos lugares recomendados e depois para de pensar no assunto, com a consciência tranquila por ter cumprido com o seu dever. A questão é que o lixo não desaparece com um toque de mágica, logo após ser despejado na lixeira. Na verdade, ele não apenas passa por diversos processos, como é o produto principal de uma indústria bilionária.

Esta história acontece principalmente na primeira etapa da coleta de lixo. Acompanhamos a saga urbana de três jovens na casa dos 20 anos que percorrem uma cidade do interior de Ohio pendurados num caminhão de lixo, retirando pilhas e mais pilhas de descartes fétidos e pesados.

Em sua rotina desafiadora e exaustiva, os lixeiros precisam lidar com as picuinhas de burocratas municipais, moradores bizarros e inconvenientes, o calor sufocante do verão e as tempestades de inverno, e, acima de tudo, situações extremamente nojentas.

Embora seja uma obra ficcional, é inspirada nas próprias experiências de Derf como lixeiro, após ter terminado o colégio, e anteriores à sua aclamada carreira de quadrinhista. Este é o segundo trabalho do autor pela DarkSide. A anterior, Meu amigo Dahmer (2017), inaugurou a linha de quadrinhos da editora.

Cinema Panopticum (formato 16 x 23 cm, 112 páginas, capa dura, R$ 49,90), por Thomas Ott.

Acompanhe uma jovem menina e sua curiosidade até uma cabine escura repleta de caixas com pequenos filmes. O autor se apropria da mágica dos cinetoscópios, considerado o primeiro equipamento a conseguir capturar imagens em movimento, e nos leva as origens do seu cinema ilustrado.

O cinema que conhecemos não se aplica aqui. Em Cinema Panopticum, o observador se torna o grande espetáculo e sob os olhos da eterna vigilância alheia aplaude-se o grotesco. É diante dessa dicotomia entre entretenimento e paranoia que se desenvolve a narrativa peculiar desta graphic novel, a primeira de Thomas Ott a sair no Brasil.

Escuridão (formato 16 x 23 cm, 416 páginas, capa dura, R$ 89,90), por David Small.

Após ser abandonado pela mãe, o garoto Russell Pruitt, de 13 anos, muda-se com seu pai para a ensolarada Califórnia, aonde vão em busca de um sonho. No entanto, repentinamente forçado a tomar conta de si mesmo, Russell luta para sobreviver em Marshfield, uma cidade em decadência, aterrorizada por um assassino de animais e por um bando de garotos malvados que o persegue.

Resgatado de seu pai alcóolatra pelo casal de imigrantes chineses Wen e Jian Mah, Russell tenta se virar enquanto enfrenta os demônios internos dos primeiros anos da adolescência.

Embora se passe na década de 1950, a história aborda temas que continuam pertinentes na terceira década do Século 21, como masculinidade tóxica, bullying, homofobia, alcoolismo, imigração e, de modo geral, a relação do indivíduo com o próximo, com aqueles que vivem de modo diferente.

Um caleidoscópio selvagem, com uso brutal dos recursos gráficos, Escuridão é um tour de force literário que aborda a brutalidade da adolescência na década de 1950, evocando clássicos como O Senhor das Moscas e O Apanhador no Campo de Centeio, numa atmosfera densa que remete à pintura de Egon Schiele e aos filmes de Alfred Hitchcock, Roman Polanski e Ingmar Bergman.

A DarkSide também confirmou que republicará Cicatrizes, de Davis Small, em 2022. A obra já saiu anteriormente por aqui pela editora Leya, em 2010.

A menina do outro lado – Volume 5 (formato 14 x 21 cm, 176 páginas, capa dura R$ 54,90), por Nagabe.

No quinto volume da série, acompanhamos a saga da doce menininha e o simpático Sensei. A Tia está perdendo suas memórias, mas Shiva não sabe de nada. Sensei não encontra uma maneira de contar a verdade a ela. Ele também acaba sendo atacado mais uma vez por um morador de dentro. Qual o segredo por trás da menina que não se transforma mesmo depois de ter sido tocada por um morador de fora? E qual o significado da revelação atribuída a ela? Perseguida, a dupla é obrigada a buscar um novo refúgio, enquanto cresce a tensão entre os dois.

As pecinhas do quebra-cabeça vão se juntando pouco a pouco, e o conto de fadas dark adquire mais profundidade em diálogos cheios de nuances. Uma aventura sobrenatural repleta de camadas.

Death Disco – Volume 3 (formato 14 x 21 cm, 208 páginas, capa dura, R$ 59,90), por Atsushi Kaneko.

Um dia, a morte recai sobre todos, mas em Death Disco ela chega por meio de um “aviso” contendo os dados da pessoa, enviado por uma misteriosa organização, a Guild, aos matadores de aluguel conhecidos como reapers.

Segundo a definição da obra, reaper é o indivíduo que ceifa algo (como cereais) e é também a morte (personificada) ou o ceifeiro da morte.

Nem o alvo, chamado de “cabeça”, nem os próprios reapers sabem o motivo ou o critério de escolha da Guild, mas de uma coisa todos têm certeza: uma vez que o “aviso” é despachado, ninguém é capaz de escapar dos “ceifadores”, assim como não se pode enganar o destino.

Dentre os reapers, a jovem Deathko se destaca pela habilidade, violência e total insensatez. Ela surge de modo sorrateiro, mas, uma vez que dá início à “ceifa”, não esconde o prazer que sente em tirar a vida do alvo e de quem quer que esteja em seu caminho. Munida de dispositivos assassinos produzidos com bonecos, ela brinca, se diverte com a morte e perde o autocontrole, a ponto de colocar-se em risco fatal.

E neste terceiro volume da série, Deathko está em apuros nas mãos do inimigo, que se diverte tanto quanto ela à medida que dilacera os reapers no seu matadouro. A protagonista, que odeia tudo e a todos, está só e ferida nesta batalha sangrenta.

Já são mais de 540 leitores e ouvintes que apoiam o Universo HQ! Entre neste time!
APOIAR AGORA