Confins do Universo 172 - Destaques de 2022
OUÇA
Notícias

Opera Graphica lança showcase com Jonah Hex

25 agosto 2006

Jonah Hex - ShowcaseA
Opera Graphica
está lançando Jonah Hex - Showcase (box com dois volumes
de 272 páginas cada, formato 17 x 26 cm, preto-e-branco, R$ 89,00).

O álbum duplo que agrupa as primeiras 22 histórias clássicas de Jonah
Hex, somando mais de 500 páginas, chega numa luxuosa caixa com o pistoleiro
caça-prêmios da cara deformada. As HQs saíram antes de o personagem ter
seu próprio gibi mensal, quando enfim passou a viver aventuras maiores,
compondo uma saga de mais de 70 episódios.

Aqui, o herói atua em aventuras curtas. Hex é um personagem rústico, agressivo
e sem os freios da auto-censura exercida por editores. São histórias que
saíram na revista All-Star Western (depois, renomeada Weird
Western Tales
), todas assinadas por seu criador, John Albano que,
por divergência com o editor, deixou de escrevê-las após a décima aventura.

Jonah Hex - ShowcaseJonah
Hex foi concebido graficamente pelo artista filipino Tony DeZuñiga à semelhança
física do ator norte-americano Clint Eastwood, com inspiração nos filmes
e personagens vividos pelo ator durante sua passagem pelos faroestes italianos,
que fizeram muito sucesso na TV nos anos 1970. O arquétipo é exatamente
o oposto dos cowboys galantes e pueris do cinema (e dos quadrinhos)
dos anos 50 e 60, tais como Rocky Lane e Roy Rogers.

As histórias clássicas de Jonah Hex apresentadas neste box são
as mais importantes do personagem. No Brasil, foram publicadas entre os
anos 1970 e 1990 e reprisadas em almanaques e formatinhos.

A nova tradução preserva o "sotaque" peculiar dos personagens. Junto com
as histórias há textos inéditos, repletos de informações sobre Hex e seus
criadores.

Destaca-se uma história inédita no Brasil, Uma disputa com os Gallaghers!,
a única aventura de Jonah Hex desenhada por Doug Wildey, o criador de
Jonny Quest.

Jonah Hex - ShowcaseNo
Brasil, a Ebal publicou quase integralmente as aventuras do personagem.
Outras editoras, como a Abril, a Nova Sampa e Opera Graphica
também lançaram algumas histórias.

A obra pode ser encontra nas gibiterias atendidas pela Comix
Book Shop
(Alameda Jaú, 1998 - São Paulo/SP - Telefone 0XX-11-3088-9116).

Os autores

John Francis Albano

Roteirista veterano, premiado várias vezes por seu trabalho na indústria
dos comics. Em 1971, ganhou o Shazam Award de Melhor
Escritor de Humor
e, no ano seguinte, o de Melhor História Curta,
com The Demon Within, publicada na edição 201 da antológica House
of Mystery
(desenhada por Jim Aparo). É mais lembrado pelos fãs por
ter criado Jonah Hex, o anti-herói do Velho Oeste. Faleceu no dia 23 de
maio de 2005, aos 82 anos.

Tony DeZuñiga

Jonah Hex - ShowcaseDesenhista
filipino, nascido em 1941. Mudou-se para os Estados Unidos em 1962, onde
iniciou duas carreiras: a de ilustrador publicitário e a de quadrinhista.
Acabou optando pelos comics e teve seu nome reconhecido por sua
arte-final primorosa e por seu traço "fotográfico" em títulos como Vingador
Fantasma, X-Men, Hulk, Justiceiro, Star Wars, Conan
e Jonah Hex
- do qual é o co-criador. Atualmente, goza uma agitada aposentadoria,
pois continua a criar em pinturas a óleo, guache, acrílico, carvão e o
que mais lhe encomendarem. Além disso, leciona, ensinando jovens aspirantes
a desenhar super-heróis.

José Luis García-López

Nasceu em 1948 na Espanha. Ingressou no mercado americano de quadrinhos
na década de 1970, desenhando "apenas" o Superman - quebrando por um certo
período a hegemonia de Curt Swan. Sua arte bonita e vigorosa o levou a
assinar contrato de exclusividade com a DC Comics, tornando-se
o designer oficial de material promocional da casa. Emprestou seu
talento para outras séries importantes como Esquadrão Atari, Novos
Titãs
e Cinder & Ashe.

Jonah Hex - Showcase
Jim Aparo

Nasceu em 19 de julho de 1932 e tentou entrar nos quadrinhos ainda na
década de 1950, mas foi recusado pela EC Comics. Após um período
na publicidade, desenhou sua primeira HQ, a tira Stern Wheeler,
para o jornal Hartford Connecticut, em 1963. Três anos depois,
Dick Giordano o convidou para trabalhar na Charlton Comics, onde
fez HQs de humor, faroeste e as back-ups da heroína Sombra da Noite
(na revista do Capitão Átomo). Teve um período memorável à frente da revista
do Fantasma - o "Espírito-que-Anda". Foi contratado pela DC Comics
no final da década e desenhou Batman em The Brave and the Bold.
Depois, assinou a arte de Aquaman, Vingador Fantasma e Espectro. Em 1988,
retratou a fatídica Morte em Família, em que Jason Todd, o segundo
Robin, morre pelas mãos do Coringa. Esteve atuante até bem perto de sua
morte, em 19 de julho de 2005.

Gil Kane

Fez parte da primeira geração de desenhistas de super-heróis, na Era de
Ouro. Durante a Era de Prata (1956-1969), imprimiu seu estilo arrojado
e articulado nos gibis do Lanterna Verde e Elektron, da DC. Em
paralelo, produziu Hulk e Capitão América para a Marvel. Nos anos
1970 se consagrou definitivamente ao assumir a revista Amazing Spider-Man,
sendo o artista responsável pela trágica morte de Gwen Stacy. Tornou-se
o "capista oficial" da editora nesse período, expondo seu talento em Avengers,
Conan
e Tomb of Dracula, entre outras. Na década de 1980 desenhou
Superman. Faleceu em 2000.

Jonah Hex - Showcase

Já são mais de 570 leitores e ouvintes que apoiam o Universo HQ! Entre neste time!
APOIAR AGORA