Confins do Universo 147 - A força de George Pérez -
OUÇA
Notícias

Edição reúne histórias curtas de Luís Celso, mototaxista que produz HQs nos intervalos do serviço

3 janeiro 2022

Nem prancheta de desenho, nem mesa digitalizadora. E com uma pasta colecionadora nas pernas, sentado em uma praça da zona Sul de Teresina/PI, que o mototaxista Luís Celso desenha suas histórias em quadrinhos enquanto espera os clientes. São várias páginas produzidas durante o dia. E, mesmo assim, Celso nunca teve uma história sua publicada.

Para corrigir essa falha, o editor Bernardo Aurélio (Quinta Capa) lançou, no site de financiamento coletivo Catarse, o projeto Cenouras Malditas (formato 21 x 29,7 cm, 48 páginas, capa cartonada), como uma pré-venda da edição que reúne algumas histórias de Celso.

“Conheço o Luís Celso há um bom tempo. Ele está sempre nos eventos e encontros de desenhistas, sempre observando, levando seus desenhos, mostrando e pedindo opinião sobre o que faz. Sempre me impressionou a sua dedicação ao desenho e aos quadrinhos, nunca deixando se abater pelas adversidades da vida. Muito pelo contrário. Sua produção, mesmo desenhando no meio da praça, é muito grande. Tem histórias de mais de 100 páginas”, ressalta Bernardo.

Na avaliação do editor, Celso é dono de um traço kitsch, mas sem o teor pejorativo. “É popular, de massa, de grande alcance. Na verdade, o melhor adjetivo seria alguma coisa entre o kitsch e o ‘naife’, porque os desenhos dele são simples, mas com uma técnica forte de hachura. Não é um desenho acadêmico, no sentido de que Celso é um autodidata. Normalmente, seus gibis são mudos, mas ele começou a colocar os textos. Um ilustrador às avessas. Primeiro desenha, depois imagina os diálogos”, avalia.

Dentre tantas histórias longas, Celso e Bernardo selecionaram algumas curtas. E são essas que estarão em Cenouras Malditas.

Para mais detalhes sobre o projeto, planos disponíveis, recompensas programadas e apoiar, clique aqui.

Já são mais de 570 leitores e ouvintes que apoiam o Universo HQ! Entre neste time!
APOIAR AGORA