Confins do Universo 117 - Dissecando The Walking Dead
OUÇA
Notícias

Alan Moore dispara sua metralhadora verbal contra a Marvel

21 março 2001

Alan MooreCom a recente aquisição de vários escritores de renome pela Marvel, o editor-chefe Joe Quesada vem sendo constantemente perguntado sobre um nome em particular: Alan Moore. O convite já chegou a ser feito, e recusado, como informamos no ano passado.

Com a resposta negativa, Quesada tratou de deixar bem claro que as portas sempre estariam abertas para o criador, para ele trabalhar na editora em qualquer momento que quisesse.

Mas parece que não é assim tão simples. “Eles me ligaram algumas vezes. Joe Quesada parece ser um cara legal, e não tenho nada contra ele, mas é o seguinte: meus problemas com a Marvel já vêm de algum tempo, e eu lhe disse isso”, afirmou Moore, que já trabalhou, na Inglaterra, para a Marvel UK (divisão inglesa da editora). “Como falei há 20 anos, devagar e pacientemente, com palavras de poucas sílabas, para eles pegarem todas as nuanças, nós poderíamos ter solucionado isso facilmente, sem que ninguém perdesse nada. A outra opção era, claro, que não haveria oportunidade de isso se resolver em qualquer momento no futuro”.

E Alan Moore continua sua explicação: “Eu deixei isso bem claro, mas eles não fizeram esforço algum. Desde então, quando fizeram novas propostas ao longo dos anos, eu disse ‘Olha, eu afirmei anos atrás que isso aconteceria. Se vocês fossem ignorar completamente meus pedidos na época, acabariam mudando de idéia no futuro, como inevitavelmente aconteceu. E aí, não teria nada que pudessem fazer para eu voltar’”.

“Essa é a situação que estamos vivendo agora. Disse ao Quesada que não tem nenhum problema ele me telefonar de vez em quando e perguntar algumas coisas, mas será difícil que algo possa ser feito. Não tem jeito da Marvel arrumar o que aconteceu no passado, com suas atitudes e cartas cheias de insultos. Não me ofendo facilmente, mas quando eu pego uma carta de alguém que parece ter um décimo do intelecto humano normal, explicando alguns pontos lógicos, é o tipo de coisa que me faz partir. Uma vez que fui, não paro por trinta ou quarenta anos”, dispara o criador.

Os motivos das desavenças são vários, segundo Moore. “É por causa do Marvelman (Miracleman), Capitão Bretanha e mais algumas coisas. Na época, a editora fazia o que bem entendia, e se alguém pensasse em reclamar, diziam ‘Ei, nós somos a Marvel Comics, o que você pode fazer a respeito?’. É uma grande atitude a manter – até você mudar de idéia. Foi assim que eles agiram com Marvelman; e como eles reimprimem histórias feitas por mim, as quais nunca tiveram nenhum direito para relançar, e nunca me pagaram copyright. Isso porque a Marvel britânica era um pouco amadorística”, comentou.

Você pensa que acabou? Então, acomode-se, porque Alan Moore disse mais. “Existe todo tipo de coisa, como um rumor que eles espalharam algum tempo atrás, dizendo que um certo escritor com o sobrenome Moore estaria escrevendo uma revista dos X-Men. Sei que existe um escritor com esse sobrenome (John Francis Moore), mas a maneira com que eles divulgaram a notícia foi para criar uma confusão e deixar entendido que poderia ser eu. Algumas pessoas começaram a duvidar da minha palavra, que havia dito que nunca trabalharia para a Marvel e agora estaria voltando atrás. Algumas pessoas da própria editora chegaram a falar com amigos meus, que eu realmente estava voltando. Eles não achavam que ficaria ofendido por isso, mas fiquei”.

Alan Moore ainda disse que seria impossível juntar-se à editora, mesmo se eles voltassem atrás em tudo o que aconteceu há 20 anos, e esperaria para ver se as coisas estão realmente mudando como dizem. Moore terminou sua declaração dizendo que deseja tudo de melhor ao Quesada, mas que nem mesmo com o melhor advogado do mundo a Marvel teria chances. “Não, realmente não existe a menor chance de eu e a editora nos encontrarmos em qualquer momento no futuro”, finalizou.

Miracleman # 1

Já são mais de 570 leitores e ouvintes que apoiam o Universo HQ! Entre neste time!
APOIAR AGORA