Confins do Universo 117 - Dissecando The Walking Dead
OUÇA
Reviews

SNOOPY - FELIZ DIA DOS NAMORADOS

1 dezembro 2007


Título: SNOOPY - FELIZ DIA DOS NAMORADOS (L±)
- Série em pocket book

Autor: Charles Schulz (texto e arte).

Preço: R$ 9,50

Número de páginas: 120

Data de lançamento: Junho de 2007

Sinopse: Coletâneas das tiras dos Peanuts publicadas originalmente no primeiro semestre de 1985.

Positivo/Negativo: A L± usa o mote do Dia dos Namorados para lançar sua segunda antologia de Peanuts. É um livrinho simples, no formato de bolso consagrado pela editora gaúcha. Distribuído em uma rede ampla de pontos de venda - que sai das livrarias e bancas de revistas e chega até mesmo em farmácias e lojas de conveniência - a preços relativamente baixos, a série tem um bem-vindo apelo popular.

Por conta disso, o leitor de quadrinhos mais cabeça dura pode estranhar alguns detalhes como a introdução bem básica e até mesmo o título do livro - Snoopy em vez de Peanuts. Também há o apelo comercial forçado do Dia nos Namorados (por sinal, já usado pela Conrad em Snoopy, Eu Te Amo, uma edição que reuniu tirinhas românticas). Mas, apesar disso, definitivamente não é uma edição para se torcer o nariz. Muito pelo contrário, é nos detalhes que ela revela seus caprichos.

Ao contrário da primeira edição da própria L±, o novo livrinho não contempla um ano todo de histórias. Em compensação, publica todas as tiras feitas por Schulz entre 1º de janeiro e 15 de junho de 1985, dia após dia, sem pulos.

Também houve um cuidado com a versão: em vez de adotar a tradução por vezes perneta dos sindicatos de distribuição, a L± encomendou uma nova para Cássia Zanon.

Bem cuidado, o livrinho traz uma fase em que a tira estava no auge de sua popularidade - não só nos jornais, mas também em desenhos animados, bonecos, camisetas e todo o tipo de quinquilharia imaginável.

Mas, como se tornou regra, o clima eufórico e romântico do merchandising nunca contaminou a tirinha de Schulz, que continuou mais "deprê" do que animadinha, mesmo com as transformações vistas ao longo de meio século de publicação diária.

Há grandes momentos ali, em especial uma seqüência surreal em que o passarinho Woodstock enfrenta um boneco de neve (entre 3 e 5 de junho). E, mais uma vez, o concerto de música erudita cria alguns dos momentos mais engraçados. Na arte, a página dominical de 21 de abril, com Snoopy como o Ás Voador, dá um show.

Sem a preocupação de fazer um álbum para colecionadores, a velha L± consegue fazer um pequeno feito: democratizar uma das melhores tiras de todos os tempos a preço justo. E olha que nem é demagogia - é fato.

Classificação:

4,0

Leia também
Já são mais de 570 leitores e ouvintes que apoiam o Universo HQ! Entre neste time!
APOIAR AGORA