Confins do Universo 199 - O monstro. O mago. Um clássico.
OUÇA
Reviews

TEX # 436

1 dezembro 2006


Título: TEX # 436 (Mythos Editora) - Revista mensal

Autores: Claudio Nizzi (roteiro), Fernando Fusco (desenhos) e Claudio Villa (capa).

Preço: R$ 4,90

Número de páginas: 112

Data de lançamento: Fevereiro de 2006

Sinopse: Conspiração no Canadá - O juiz manda entrar o acusado e, para grande surpresa do leitor, trata-se do Coronel Jim Brandon, acusado de alta traição contra o seu país, em favor de uma potência estrangeira. Rapidamente, ele é condenado à morte, pena que é transformada em prisão perpétua.

É o suficiente para o quarteto mais famoso do Velho Oeste entrar em ação e procurar provar a inocência do amigo, ciceroneados por Gros-Jean, o brutamontes canadense, que os avisou das ocorrências nefastas.

Mas logo fica claro que a quadrilha, formada por homens do alto escalão governamental e empresarial, tem os ases na mão e tenta tirar os justiceiros do seu caminho, usando um bando de pistoleiros, que tenta primeiro envenenar e depois assar os inimigos numa hospedaria de beira de estrada.

Positivo/Negativo: Não resta dúvidas que é um desenho bonito, mas não basta ter Tex na capa segurando um revólver. Faltam emoção e elementos que chamem mais a atenção.

O enredo é muito instigante, por colocar um amigo de Tex em perigo de morte e englobar uma patifaria de grandes proporções, que trará prejuízos para todos os cidadãos honestos do país. Tirar o Coronel Brandon do caminho não é um ataque pessoal, significa amordaçar e abater a lei.

Com estas premissas, envolventes em ação e ideologias, certamente o leitor acompanhará grandes performances dos quatro pards e seu amigo Gros-Jean, na libertação do amigo.

Em 1990, o mesmo Fusco desenhou uma aventura bastante movimentada, na qual Tex e seus companheiros foram ao Canadá a chamado de Jim Brandon, para libertar Gros-Jean, quando também ocorria uma grande safadeza movida por políticos das altas rodas, interessados em milhões de dólares (muda pouca coisa daquela). Novamente, o artista se sai muito bem, com boa caracterização dos personagens e do ambiente.

A Mythos continua de parabéns, mesmo não colocando as capas dos lançamentos do mês seguinte na segunda capa. Além disso, tem havido algumas reclamações dos leitores referente ao atraso na distribuição das revistas e a editora precisa ficar atenta para sanar estes problemas.

Classificação:

4,0

Leia também
Já são mais de 570 leitores e ouvintes que apoiam o Universo HQ! Entre neste time!
APOIAR AGORA