Confins do Universo 155 - Nos traços de Neal Adams -
OUÇA
Universo Paralelo

O Batman de todos nós

10 junho 2017

Tudo que marca uma criança se torna indelével. Não poderia ser diferente com o clássico seriado Batman, estrelado por Adam West. Literalmente inesquecível, por mais infantil que tenha sido – e certamente por isso mesmo.

Eu tinha entre nove e dez anos de idade. Todo final de tarde, naquele período entre 1981 e 1982, eu e meu irmão mais novo tínhamos encontro marcado com a TV para assistir às reprises de Batman, sucesso nos anos 1960 e que, no início da década de 1980, fora resgatado para as novas gerações pelo SBT.

Meu irmão era o Robin; eu, o Batman, claro. Encarnávamos os dois personagens nas brincadeiras diárias. Mas era uma diversão levada a sério, pois nós víamos os paladinos da Dupla Dinâmica como verdadeiros heróis. Não tínhamos o senso crítico para enxergar que aquilo era uma paródia, uma atração cômica, como ficou óbvio depois que crescemos.

As lembranças estão vivas em nossas mentes. Na minha. Na do meu irmão. Na de cada um que traz no coração o seu “Batman da infância”. Aquele mesmo, interpretado pelo ator Adam West.

Mas o falecimento de West, ocorrido neste dia 10 de junho de 2017, aos 88 anos, parece simbolicamente colocar um ponto final nisso tudo. Como se o que era bom acabou somente agora. Como se nunca tivéssemos saído da infância e a série Batman jamais houvesse chegado ao fim, pois West continuava ativo na mídia e em ocasionais trabalhos ligados ao Homem-Morcego.

Afinal, ali estava ele, sem o uniforme do Batman, o próprio Bruce Wayne. E, quem sabe – como somente uma mente nerd poderia conceber –, prestes a anunciar de forma bombástica sua participação em uma versão cinematográfica de Batman Beyond, interpretando um Cavaleiro das Trevas idoso e aposentado do super-heroísmo.

Para muitas pessoas, é doloroso acordar de sonhos bons. O coração pesa. As lágrimas caem.

É assim que me sinto hoje. Assim como me senti quando Chaves, Superman e Sr. Spock se foram, dentre outros que me fizeram acreditar em cada fantasia que eles encenaram na TV ou no cinema e que, como heróis, corroboraram para mim todos os bons valores que meus pais me ensinaram.

Nenhum outro ator, antes ou depois de Adam West, conseguiu marcar tão fundo o personagem da DC Comics na cultura pop. Nenhum deflagrou uma batmania entre as crianças. Nenhum outro que tenha vestido o manto do morcego conquistou tanta reverência. Nenhum continuou sendo por tanto tempo o Batman no imaginário popular e no coração dos fãs do personagem.

E jamais ninguém será, pois Adam West agora é eterno.

Já são mais de 570 leitores e ouvintes que apoiam o Universo HQ! Entre neste time!
APOIAR AGORA